HOME Quem Somos

Quem Somos

 

SOBRE NÓS

O Instituto São José - Salesiano nasceu do sonho de um homem: Agenor Lopes Siqueira. Trabalhando no ramo de laticínios, ele viajava muito e via em todos os lugares muitas crianças mendigando, sem nenhuma perspectiva de vida. Quis então fazer alguma coisa pelo futuro desses jovens. Mas o quê, e como?

A resposta veio em 1951, ao conhecer o Pe. Antonio Pazzini e a filosofia educacional de São João Bosco. Era o que ele buscava: dar à juventude carente um lar, cuidado pessoal, orientação moral e profissional para poder sair da marginalidade.

Seu Agenor aderiu prontamente à ideia e a ela dedicou a vida inteira, tendo doado parte do seu patrimônio pessoal para a aquisição do terreno, aterro e construção do Instituto São José – Salesiano tal como é hoje.

Com a ajuda da esposa, D. Mariana, do filho e da nora Cristina, e de mais uns poucos amigos e empregados, Seu Agenor levantou paredes e lajes. Fez com as próprias mãos janelas e portas, instalação hidráulica e elétrica. Nem acidentado afastava-se da obra: até de cadeira de rodas subia nos andaimes.

A planta da construção veio de Belo Horizonte. Os módulos hexagonais visavam a instalação dos diversos núcleos que iriam compor o Instituto: administração, salas de aula, dois laboratórios de química para ensino profissionalizante. Um design moderno, para combinar com o método pedagógico de São João Bosco. Uma colméia, para espalhar sua filosofia.

Em março de 1977 o colégio começou a funcionar. No início existiam apenas três turmas, duas de 5ª Série e uma de 6ª Série. Hoje em dia existem turmas da Educação Infantil até o Ensino Médio, totalizando aproximadamente 800 alunos. Foram construídas mais salas de aula, a casa dos salesianos e o Ginásio, em 1983. A assistência aos mais carentes se dá de forma indireta: a arrecadação do colégio mantém outras obras do sistema Salesiano, como abrigos para menores, oratórios e centros profissionalizantes.

Seu Agenor só não viu a inauguração da Capela, em 1987, e do Teatro Salesiano, em 2003. Na certa Deus achou que ele já tinha feito demais e o chamou para ver a festa lá de cima. Coube a nós prosseguir com o que na verdade não tem fim: preparar a juventude para cada vez mais espalhar amor e solidariedade pelo mundo. Para construir um mundo tão bom quanto o nosso Salesiano.

 

Mais entusiasmo diante da vida.

"Educação é coisa do coração" (Dom Bosco)

Salesiano Resende - RJ


INSTITUTO SÃO JOSÉ


Missão

Ser sinais e portadores do amor de Deus aos jovens, especialmente os mais pobres, por meio da evangelização, da educação e da assistência social, contribuindo para a construção de uma sociedade justa e fraterna.

Visão

Ser referência na evangelização, na educação e na assistência social dos jovens, com uma gestão competente, vivendo o carisma salesiano.

Valores

Jesus Cristo; Sistema Preventivo e Direitos Humanos; Pastoral Juvenil Salesiana; Promoção da igualdade étnico-racial; Família; Formação continuada; Inovação; Ecologia integral; Governança colaborativa; Trabalho de equipe em rede


Rede Salesiana Brasil Escolas

A RSB-Escolas foi iniciada em 2002 com a proposta de formar uma rede de educação  fundamentada na  concepção educativo-pastoral salesiana. Desde o seu início, a Rede foi constituída por  escolas mantidas pela Congregação dos Salesianos de Dom Bosco, pelo Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas) e instituições parceiras, com os mesmos ideais educacionais.

Ao longo desses 15 anos de caminhada, a Rede Salesiana Brasil Escolas investiu no desenvolvimento de soluções educacionais inovadoras, na construção de  um material didático impresso e digital próprio,  no desenvolvimento de uma plataforma digital compatível com as necessidades educacionais de hoje,  na formação continuada de gestores e educadores, dentre outras iniciativas.

Hoje, a RSB-Escolas é a maior rede católica de educação das Américas: congrega cerca de 5 mil educadores e 85 mil alunos, da educação infantil ao ensino médio, em mais de cem escolas. A integração em Rede garante uma qualidade única em todo o país, mas que é colocada em prática valorizando o que há de particular em cada região brasileira e na história dos colégios participantes.

 

Instalações

Não é só pela qualidade do ensino que o Instituto São José chama a atenção. O Salesiano conta com um espaço amplo e uma infraestrutura cada vez mais moderna.

São 25.000m² de área cheia de verde, abrigando Biblioteca, Capela, Laboratório de Ciências, dois Laboratórios de Informática, Horta, 42 salas de aula, Ginásio coberto, duas quadras poliesportivas, duas quadras de voleibol, três quadras de espiribol, dois campos de futebol, pátios cobertos, dois playgrounds, Teatro com capacidade para 315 pessoas, um mini-auditório para 100 pessoas, sistema de rádio interno, ateliê de Artes, Sala de Música, duas cantinas e pavilhões especiais para Educação Infantil e Ensino Médio.

Neste espaço circulam diariamente cerca de 860 alunos. A partir de 2 anos, eles têm contato com diversas formas de saber e experimentar: linguagens e idiomas, ciências exatas e da natureza, cultura, esportes, cidadania e espiritualidade.

 

Dom Bosco

João Bosco nasceu no Colle dos Becchi, no Piemonte, Itália, uma localidade junto de Castelnuovo de Asti (agora chama-se Castelnuovo Dom Bosco) a 16 de agosto de 1815. Era filho de humilde família de camponeses. Órfão de pai aos dois anos, viveu sua mocidade e fez os primeiros estudos no meio de inumeráveis trabalhos e dificuldades. Desde os mais tenros anos sentiu-se impelido para o apostolado entre os companheiros. Sua mãe, que era analfabeta, mas rica de sabedoria cristã, com a palavra e com o exemplo animava-o no seu desejo de crescer virtuoso aos olhos de Deus e dos homens.

Mesmo diante de todas as dificuldades, João Bosco nunca desistiu. Durante um tempo foi obrigado a mendigar para manter os estudos. Prestou toda a espécie de serviços. Foi costureiro, sapateiro, ferreiro, carpinteiro e, ainda nos tempos livres, estudava música.

Queria vivamente ser sacerdote. Dizia: "Quando crescer quero ser sacerdote para tomar conta dos meninos. Os meninos são bons; se há meninos maus é porque não há quem cuide deles". A Divina Providência atendeu os seus anseios. Em 1835 entrou para o seminário de Chieri.

Ordenado Sacerdote a 5 de junho de 1841, principiou logo a dar provas do seu zelo apostólico, sob a direção de São José Cafasso, seu confessor. No dia 8 de dezembro desse mesmo ano, iniciou o seu apostolado juvenil em Turim, catequizando um humilde rapaz de nome Bartolomeu Garelli. Começava assim a obra dos Oratórios Festivos, destinada, em tempos difíceis, a preservar da ignorância religiosa e da corrupção, especialmente os filhos do povo.

Em 1846 estabeleceu-se definitivamente em Valdocco, bairro de Turim, onde fundou o Oratório de São Francisco de Sales. Ao Oratório juntou uma escola profissional, depois um ginásio, um internato etc. Em 1855 deu o nome de Salesianos aos seus colaboradores. Em 1859 fundou com os seus jovens salesianos a Sociedade ou Congregação Salesiana.
Com a ajuda de Santa Maria Domingas Mazzarello, fundou em 1872 o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora para a educação da juventude feminina. Em 1875 enviou a primeira turma de seus missionários para a América do Sul.

Foi ele quem mandou os salesianos para fundar o Colégio Santa Rosa em Niterói, primeira casa salesiana do Brasil, e o Liceu Coração de Jesus em São Paulo. Criou ainda a Associação dos Cooperadores Salesianos. Prodígio da Providência divina, a Obra de Dom Bosco é toda ela um poema de fé e caridade. Consumido pelo trabalho, fechou o ciclo de sua vida terrena aos 72 anos de idade, a 31 de janeiro de 1888, deixando a Congregação Religiosa Salesiana espalhada por diversos países da Europa e da América.

Se em vida foi honrado e admirado, muito mais o foi depois da morte. O seu nome de taumaturgo, de renovador do Sistema Preventivo na educação da juventude, de defensor intrépido da Igreja Católica e de apóstolo da Virgem Auxiliadora se espalhou pelo mundo inteiro e ganhou o coração dos povos. Pio XI, que o conheceu e gozou da sua amizade, canonizou-o na Páscoa de 1934.
Apesar dos anos que separam os dias de hoje do tempo em que viveu Dom Bosco, seu amor pelos jovens, sua dedicação e sua herança pedagógica vêm sendo transmitidos por homens e mulheres no mundo inteiro.

Hoje Dom Bosco se destaca na história como o grande santo Mestre e Pai da Juventude.

Embora tenha feito repercutir pelo mundo o seu carisma e o sistema preventivo de salesiano, que é baseado na Razão, na Religião e na Bondade, Dom Bosco permaneceu durante toda a sua vida em Turim, na Itália. Dedicou-se como ninguém pelo bem-estar de muitos jovens, na maioria órfãos, que vinham do campo para a cidade em busca de emprego e acabavam sendo explorados por empregadores interessados em mão-de-obra barata ou na rua passando fome e convivendo com o crime.

Com atitudes audaciosas, pontuadas por diversas inovações, Dom Bosco revolucionou no seu tempo o modelo de ser padre, sempre contando com o apoio e a proteção de Nossa Senhora Auxiliadora. Aliás, o sacerdote sempre considerou como essencial na educação dos jovens a devoção à Maria.

Dom Bosco ficou muito famoso pelas frases que usava com os meninos do oratório e com os padres e irmãs que o ajudavam. Embora tenham sido criadas no século passado, essas frases, ainda hoje, são atuais e ricas de sabedoria. Elas demonstram o imenso carinho que Dom Bosco tinha pelos jovens.

Entre alguns exemplos, "Basta que sejam jovens para que eu vos ame.", "Prometi a Deus que até meu último suspiro seria para os jovens.", "O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele", "Ganhai o coração dos jovens por meio do amor", "A música dos jovens se escuta com o coração, não com os ouvidos."

O método de apostolado de Dom Bosco era o de partilhar em tudo a vida dos jovens; para isto no concreto abriu escolas de alfabetização, artesanato, casas de hospedagem, campos de diversão para os jovens com catequese e orientação profissional; foi por isso a Igreja reza: "Deus suscitou São João Bosco para dar à juventude um mestre e um pai".

De estatura atlética, memória incomum, inclinado à música e a arte, Dom Bosco tinha uma linguagem fácil, espírito de liderança e ótimo escritor. Este grande apóstolo da juventude foi elevado para o céu em 31 de janeiro de 1888 na cidade de Turim; a causa foi o outros, já que afirmava ter sido colocado neste mundo para os outros.

 

Salesianos no Brasil

A primeira obra dos Salesianos no Brasil aconteceu na cidade de Niterói, Rio de Janeiro. A ideia era que um grupo de religiosos, vindo direto da Itália, deveria colocar em prática os ensinamentos de Dom Bosco. Em 1883, o grupo começou a lecionar aulas para a população jovem e carente da região, com enfoque inicial no ensino primário e nas artes.

A Congregação Salesiana era um marco positivo na área de educação, e a comunidade da região aceitou a Congregação, justamente por ela se dedicar aos jovens carentes, filhos de escravos e jovens imigrantes italianos.

O país era governado pela monarquia que não via com bons olhos a Igreja, pois os religiosos estrangeiros eram vistos como aventureiros. Mesmo assim, os Salesianos do Brasil conquistaram seu espaço com a aprovação de Dom Pedro II e o apoio da princesa Isabel.

Foram criando escolas, paróquias, oratórios, obras assistenciais e sociais, escolas de nível infantil ao universitário, rádios comunitárias, editora, centros audiovisuais, além da obra missionária junto aos povos indígenas.
Os Salesianos no Brasil expandiram-se do Oiapoque ao Chuí e hoje são administrados em regiões, pelas inspetorias. Seis Inspetorias dos SDB - Salesianos de Dom Bosco e nove inspetorias das FMA - Filhas de Maria Auxiliadora.

 

ONDE ESTAMOS



Informações de Contato

TELEFONE

(24) 3355-1389


ENDEREÇO

Av. Marcílio Dias, 256 - Jd. Jalisco - Resende


EMAIL

faleconosco@salesiano.br